quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

DEUS É BOM?

Se Deus existe, por que seria Ele necessariamente bom? Por que uma divindade poderosa seria justa, se o poder absoluto sempre esteve atrelado à opressão e não à redenção? É possível que a presumível benevolência divina seja fruto apenas da nossa eterna ânsia por justiça e por um sentido maior. Embora maravilhoso, o mundo é também caótico e amoral. As leis naturais não atendem aos nossos anseios éticos e metafísicos. Talvez fosse mais razoável imaginar Deus como um reflexo da sua própria criação: maravilhoso e caótico.